segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Vice-prefeito de Bezerros diz que quem manda na prefeitura é o marido da prefeita


O vice-prefeito de Bezerros, Dr. Carlinhos (PCdoB), esteve recentente no programa Microfone Aberto, veiculado de segunda a sábado na Rádio Liberdade FM. O comunista esclareceu aos ouvintes os motivos que levaram ao rompimento dele com a prefeita Bete de Dael (PR). De acordo com o político, durante os mais de três anos de governo de Bete, ele só esteve na sede da prefeitura no dia 5 de janeiro de 2009, no início da gestão.
O vice-prefeito está rompido com Bete de Dael
desde o início da gestão
Ele disse ainda que contribuiu para a eleição de Bete, mas que nunca teve o reconhecimento da mesma. “Trabalhamos muito, fomos de casa em casa e pedimos voto para a prefeita, eu sempre acreditei que ela, por ser a primeira mulher prefeita na cidade ia corresponder as expectativas do povo e infelizmente, no decorrer do processo, começamos a perceber que algumas situações não estavam acontecendo da maneira que a gente pensava, não aceitei que a minha participação no governo fosse apenas para substituir a prefeita na sua ausência, afinal de contas eu queria ter uma participação efetiva, tenho influência com deputados, secretários de governo e ministros do meu partido e esperava contribuir de alguma forma”, disse.
Ele foi mais além nas críticas e disse que a crise com a prefeita teve início após o veto de dois projetos. Um que iriam beneficiar os esportistas, com a construção de um campo de futebol e outro, seria a pavimentação da estrada que liga o distrito de Sapucarana a BR 232. Segundo ele, a prefeitta recusou cerca de 5 milhões de reais com os dois vetos, por acreditar que os projetos iriam beneficiar a ele e ao ex-prefeito Marcone Borba (PT), já que uma das verbas era da cota do deputado federal Pedro Eugênio (PT), aliado de Marconi. Ainda de acordo com Dr. Carlinhos, o marido da prefeita é quem realmente manda na prefeitura. “Um dos erros dela (Bete) foi encher a prefeitura de gente da família. A secretária de Ação Social é a filha, a secretária de Turismo é a sobrinha e o pior de tudo, quem manda na prefeitura é o marido dela. A população deve olhar pra isso, a prefeita deve trabalhar pelo bem comum e não em benefício próprio”, queixou-se.
O comunista ainda acusou a prefeita de promover a centralização do poder e disse que a gestão seguem sem rumo. “Além de designar poderes para o marido, o que não está previsto, existe uma grande centralização de poder. Nas oito secretarias de Bezerros, em pouco mais de três anos já passaram mais de 40 secretários, só na saúde foram seis. No dia 5 de janeiro, cheguei na prefeitura e perguntei a prefeita onde iria trabalhar. O marido dela me pegou pelo braço e disse: ‘vá embora que você nunca deu dinheiro para a campanha, então eu não quero você aqui dentro’, o secretário de governo, seu Lima, estava na hora e testemunhou o caso. Diante disso, aluguei um escritório e pago tudo com o meu dinheiro”, esbravejou.
O Dr. Carlinhos vai enfrentar Bete de Dael nas urnas, além dele devem se candidatar o ex-prefeito Marcone Borba e o ex-conselheiro do TCE, Severino Otávio, o Branquinho. Existe ainda a possibilidade de uma aliança entre Dr. Carlinhos e Marcone, mas ambos ainda devem sentar para uma conversa.
Fonte: Blog do Mário Flávio
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei.

Número Total de Visitas

Siga por E-mail

Translate

As Mais Vistas da Semana

Sintraf - Sairé

Arquivo do blog

Todos os Direitos Reservados à Washington Carvalho e Grupo UEEPAA de Comunicação. Tecnologia do Blogger.
uery.min.js' type='text/javascript'/>