segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Quem tem sede tem pressa



Na reunião da sexta-feira (9), após reunião com governadores na Sudene, em Salvador, a presidente Dilma Rousseff (PT) prometeu liberar R$ 1,8 bilhão para construção e ampliação de barragens, adutoras, sistemas de abastecimentos e outras obras para aumentar a oferta de água no Nordeste e no norte de Minas Gerais, áreas castigadas pela estiagem.

Ao todo, os recursos irão financiar 77 projetos em municípios do Semiárido que tiveram decreto de situação de emergência por causa da seca reconhecido pela Secretaria Nacional de Defesa Civil. Divididas por etapas, a primeira parte das obras, em localidades a serem indicadas pelos respectivos Governos Estaduais, terão um ano e meio de prazo para ficarem prontas. Um ano e meio.


Obras estruturais levam tempo (e costumam atrasar). Prevenir é melhor do que remediar, e o Governo está certo de pensar nas próximas gerações, ao projetar obras de manutenção e prevenção. Contudo, se fazem necessárias tanto quanto essas obras, no momento, ações emergenciais. Dizia o saudoso sociólogo Betinho que quem tem fome tem pressa. Quem tem sede também.

Blog do Magno

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei.

Número Total de Visitas

Siga por E-mail

Translate

As Mais Vistas da Semana

Sintraf - Sairé

Arquivo do blog

Todos os Direitos Reservados à Washington Carvalho e Grupo UEEPAA de Comunicação. Tecnologia do Blogger.
uery.min.js' type='text/javascript'/>