segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Aterro sanitário de Gravatá é elogiado pelo jornal da família “Marinho”


joaquim_neto_gravata_divulgacao
Joaquim Neto
ex-prefeito de Gravatá

Na mesma matéria em que denuncia falhas no aterro sanitário de Ipojuca, o jornal “O Globo” faz elogios ao da cidade de Gravatá, a 80 km do Recife,  para deleite do ex-prefeito Joaquim Neto (PSDB). O texto da matéria é o seguinte:
I- A situação de Ipojuca difere por completo da de Gravatá, na região Agreste, onde um aterro sanitário verdadeiro funciona tão bem que é cercado por quatro condomínios de luxo.
II- Ele é formado por oito células, distribuídas em dez hectares e foi inaugurado em 2000. Sua implantação custou R$ 480 mil provenientes do Ministério da Saúde e do Ministério do Meio Ambiente.
II- Por conta desse aterro, que traz vantagens para o meio ambiente, a prefeitura tem direito a um incentivo do Governo do Estado, o ICMS ambiental, uma espécie de crédito “verde” que rende, em média, R$ 2 milhões aos cofres municipais por ano.
Fonte: Blog de Inaldo Sampaio
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei.

Número Total de Visitas

Siga por E-mail

Translate

As Mais Vistas da Semana

Sintraf - Sairé

Arquivo do blog

Todos os Direitos Reservados à Washington Carvalho e Grupo UEEPAA de Comunicação. Tecnologia do Blogger.
uery.min.js' type='text/javascript'/>